terça-feira, 13 de dezembro de 2011

FORA DE TEMPO



umagem google

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.






FORA DE TEMPO

Insensato, ilógico, fora de tempo, voce ama.
E lei nenhuma pode ou poderá mudar isto!
Poderás viver e morrer com teu segredo, pois ela É!
Afirmo que te amo, Anjo.
Mas deves seguir o seu Côro e voar pelos seus caminhos…
Pois eu… Devo embarcar neste trem que está parado na estação; e, continuar seguindo a minha estrada… sem brilho, sem côr… sem amor.
Quem sabe um dia eu te encontre outra vez?
Ambos no mesmo tempo!
Quem sabe…
Um dia eu te encontre outra vez…


Kira, Penha Gonçales

Nenhum comentário:

Postar um comentário