sexta-feira, 23 de setembro de 2011

MADRUGADAS

As madrugadas são conselheiras.
Como a Alma é ouvida quando as mentes silenciam!
Mais uma verdade à tona...
Bendito sejam os causadores da minha noite mal dormida, ou seja, não dormida.
E mais uma verdade veio à luz... como a Primavera que despontará.
Reconhecendo que o melhor sempre acontece e que estamos onde temos que estar e acontece o que é para acontecer... devo aceitar.
Provavelmente um processo de Teshuvá...
E a cada momento a vida é mostrada crua; o nó na garganta aperta, mas tenho que admitir: aprendizado, logo, crescimento.
Mudanças... que o Universo me dê forças.

Kira, Penha Gonçales

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

SILÊNCIO


imagem google

SILÊNCIO

Preciso de silêncio!
Silêncio do Infinito
Onde ouve-se apenas
O som intraduzível...

Preciso de silêncio!
Onde eu possa ouvir
O som das estrelas

Preciso de silêncio!
Silêncio divino
Onde eu possa ouvir
O meu coração menino

Preciso de silêncio!
Um silêncio que acalma
Assim ouvir a minha alma...

Preciso de silêncio!
Para que eu ouça o som da brisa
Trazendo o aroma da noite
Curando de todos os açoites...

Preciso de silêncio!
Para ouvir o que diz
Seu coração... tão distante

Kira, Penha Gonçales

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

POR QUE AMAR DÓI?


imagem google



POR QUE AMAR DÓI?

Tanta tristeza na alma...
O coração está nublado; cinza como este céu.
Tantos acontecimentos...
Coração é terreno desconhecido.
Se conseguires acessar a esse terreno,
se te permitirem fazê-lo; tenha cuidado...
poderás fazer feliz ou matar alguém aos poucos.
O mais sensato é deixar que o mar transborde
dos olhos, que suas águas salguem o sorriso...
que não se manifesta.
Esperar... pois o Sol novamente dissipará as negras nuvens
e certamente o céu voltará a ser azul...
Por que o amor faz doer?


Kira, Penha Gonçales









Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.