domingo, 18 de dezembro de 2011

AMOR...


IMAGEM GOOGLE

AMOR…

Cedo ou tarde nos encontraremos
E todo o amor celebraremos
corpos colados
vidas entrelaçadas...
Não mais haverá despedida
Nosso amor será sem medida
Preencherá o universo
cantado em prosa e verso

Cedo ou tarde nos encontraremos
E das peripécias do tempo riremos
Pois brincou com nossas vidas
nos fez acreditar que o amor
Poderia nos causar apenas dor
Cedo ou tarde nos encontraremos
E nosso amor que é tão grande
Viveremos

Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

FORA DE TEMPO



umagem google

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.






FORA DE TEMPO

Insensato, ilógico, fora de tempo, voce ama.
E lei nenhuma pode ou poderá mudar isto!
Poderás viver e morrer com teu segredo, pois ela É!
Afirmo que te amo, Anjo.
Mas deves seguir o seu Côro e voar pelos seus caminhos…
Pois eu… Devo embarcar neste trem que está parado na estação; e, continuar seguindo a minha estrada… sem brilho, sem côr… sem amor.
Quem sabe um dia eu te encontre outra vez?
Ambos no mesmo tempo!
Quem sabe…
Um dia eu te encontre outra vez…


Kira, Penha Gonçales

AMOR ETERNO



imagem google



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.





AMOR ETERNO

Ouço seu riso no brilho das estrelas.
A magia da Lua que brilha, Cheia neste céu, revela-me o seu sentimento.
Onde estás agora?
Sinto o gosto da solidão penetrar-me cada célula do meu corpo, na falta do seu abraço.
Sou como prisioneira, na pior prisão que poderia existir: de portas e janelas abertas...
Dando a impressão de que a liberdade faz parte de minha existência. mas os grilhões dos sentimentos obscuros transvestidos de amor, não me deixam dar um passo... mal posso respirar!
E aos poucos, as verdadeiras intenções vão se revelando, por isto digo dos sentimentos obscuros...
Não há o que eu fazer!
Como anjo renegado e caído, julgado por esta sociedade de um moralismo falso, que se apraz em ver a infelicidade do outro ser, tenho as asas quebradas e não posso alçar vôo.
Anjo que passa as madrugadas, olhando as estrelas, para que o som do seu riso e o seu cheiro, que vem com a brisa suave, não o deixe morrer...
E por tudo, mesmo que o orvalho molhe-me os olhos e as asas, já pesadas, afirme pelo Universo, que este amor é eterno!


Kira, Penha Gonçales

NÃO POSSO MAIS VOAR



IMAGEM GOOGLE

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.





NÃO POSSO MAIS VOAR

Como posso escrever coisas lindas?
Meu coração está envolto em nuvens escuras de tristezas...
Minha alma mergulhou num mar de águas lamacentas e não consegue vir à tona.
Como posso escrever coisas belas?
Se o abraço que eu preciso tão distante está...
E o beijo que anseio em outras bocas foi morar?
Como posso escrever coisas que edifiquem?
Se meu ser foi sugado pela negritude de um lugar abissal...?
Queria poder voar!
Em outras galáxias poder estar.
Quem sabe lá eu pudesse encontrar o anjo que eu quero e poder ser feliz...
Mas sou anjo renegado!
De algum céu caído. Asas enegrecidas e quebradas...
Não posso mais voar.

Kira, Penha Gonçales

QUANTO MAIS EU FUJO


IMAGEM GOOGLE

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


QUANTO MAIS EU FUJO

Quanto mais eu fujo... mais me aproximo deste sentimento.
Por que tornou-se algo tão forte assim?
Não entendo! Sinceramente, desisti de entender.
Sua ausência tão presente...
Em cada poro, a lembrança sua.
Em cada suspiro, um pedaço de saudade.
Mas mesmo saindo milhares de pedaços, ela não acaba!
Fica cada vez maior...
Sua falta é presença constante em meus pensamentos, memória...alma, corpo.
Te amo.

Kira, Penha Gonçales

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

PERMITA-ME!


imagem google









PERMITA-ME!

Que tristeza é esta que eu vejo em teus olhos?
Que choro é este que sufoca o tilintar das estrelas, em noite de primavera?
Permita-me fazer-te saber que nada está perdido.
Deixe-me acender o sol na sua estrada... novamente.

Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

SIMPLES ASSIM


imagem google

















SIMPLES ASSIM

Sou...

simples assim!

Gosto de andar descalça na terra no meio de uma chuva de verão.

Fazer bolinhas de sabão e ficar feito boba observando as côres enquanto flutuam.

De comer pão com ovo frito e tomar leite com café.

Adoro comer algodão doce, amoras e marias pretinhas.

É sou assim... fico observando o céu e olhando para o nada...

Penso tanto em alguém quando tenho saudades que consigo sentir o cheiro da pessoa.. o toque dos seus lábios.

Sou assim, não posso fazer tudo o que quero e tenho vontade, pois a vida me colocou numa posição que eu tenho que seguir maldita regras...mas isso não quer dizer que eu não deseje fazer muita coisa que para muita gente não convém.

Eu sou assim... se eu pudesse, ninguém me impedisse eu sairia agora nesta tarde de sol e iria para onde eu quisesse e meu coração ordenasse...

Como não posso, vou terminar o jantar.

Mas na verdade o que eu queria era a sua mão tocando de leve o meu cabelo, desembaraçando meus pensamentos, seu abraço bem apertado e este seu jeito tão maluquinho de ser...

Tem coisas que não podemos mudar... ou PODEMOS.


Kira, Penha Gonçales

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

MADRUGADAS

As madrugadas são conselheiras.
Como a Alma é ouvida quando as mentes silenciam!
Mais uma verdade à tona...
Bendito sejam os causadores da minha noite mal dormida, ou seja, não dormida.
E mais uma verdade veio à luz... como a Primavera que despontará.
Reconhecendo que o melhor sempre acontece e que estamos onde temos que estar e acontece o que é para acontecer... devo aceitar.
Provavelmente um processo de Teshuvá...
E a cada momento a vida é mostrada crua; o nó na garganta aperta, mas tenho que admitir: aprendizado, logo, crescimento.
Mudanças... que o Universo me dê forças.

Kira, Penha Gonçales

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

SILÊNCIO


imagem google

SILÊNCIO

Preciso de silêncio!
Silêncio do Infinito
Onde ouve-se apenas
O som intraduzível...

Preciso de silêncio!
Onde eu possa ouvir
O som das estrelas

Preciso de silêncio!
Silêncio divino
Onde eu possa ouvir
O meu coração menino

Preciso de silêncio!
Um silêncio que acalma
Assim ouvir a minha alma...

Preciso de silêncio!
Para que eu ouça o som da brisa
Trazendo o aroma da noite
Curando de todos os açoites...

Preciso de silêncio!
Para ouvir o que diz
Seu coração... tão distante

Kira, Penha Gonçales

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

POR QUE AMAR DÓI?


imagem google



POR QUE AMAR DÓI?

Tanta tristeza na alma...
O coração está nublado; cinza como este céu.
Tantos acontecimentos...
Coração é terreno desconhecido.
Se conseguires acessar a esse terreno,
se te permitirem fazê-lo; tenha cuidado...
poderás fazer feliz ou matar alguém aos poucos.
O mais sensato é deixar que o mar transborde
dos olhos, que suas águas salguem o sorriso...
que não se manifesta.
Esperar... pois o Sol novamente dissipará as negras nuvens
e certamente o céu voltará a ser azul...
Por que o amor faz doer?


Kira, Penha Gonçales









Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

QUERO GRITAR!



imagem google

QUERO GRITAR!

Por que não devemos dizer o que sentimos?
Quem manda no sentimento?
O coração, a mente?
Não descobri até hoje...
Sei apenas que a alma se desespera.
O coração quer gritar.
E a razão diz sempre "não"!
Beber do líquido de Bacco,
fazer o que a alma deseja e
não pensar em mais nada!
Mandar a razão passear; ir para longe e
deixar o coração em paz.

Kira, Penha Gonçales


p.s.: QUE SAUDADES DE VOCE!!!!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

domingo, 21 de agosto de 2011

PRECISO DE VOCÊ



imagem google

PRECISO DE VOCÊ

Perdida no mundo de Hades
os ossos doem no frio intenso...
Olhos choram lágrimas de sangue.
Lágrimas vertidas de tristeza e solidão...
E você anjo? Em que céu estás?
Venha logo!
Estenda-me sua mão!
Tire-me desse inferno...
Não deixe-me morrer
por este amor eterno.


Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

TRISTEZA INTENSA



imagem google

TRISTEZA INTENSA

Coração apertado...
Alma cinza como este céu de inverno.
Vai descendo o manto negro da solidão,
escurecendo o que restava de luz...
Os olhos derramam oceanos de tristeza,
inundando os jardins e apagando o colorido
e o brilho das últimas flores.
Que nasceram com a intensidade de um amor,
que hoje, apenas, causa dor.

Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


terça-feira, 9 de agosto de 2011

NEM ME FALE DE SAUDADES...



imagem google

































NEM ME FALE DE SAUDADES...


Nem me fale de saudades...
Dessa que estraçalha o peito
Faz a Alma chorar lágrimas eternas

Esta falta que fazes em mim
Corta como o punhal mais afiado
Sangra o coração tomado de paixão

Nem me fale de saudade...
Minha alma grita agoniada
Por tanto te querer bem

Sua ausência é presença sentida
Sem poder tocar, sem poder ver...
Mas estás aqui, onde não posso tocar-te

Nem me fale de saudades...




Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

GRITO PRESO


imagem google


















GRITO PRESO

É difícil manter a postura quando certo sentimento aflora da alma...
A vontade de gritar para o mundo o que se sente e pelo qual certamente nos chamarão de dementes, sufoca o peito prendendo assim, o grito na garganta...
E dá uma vontade de ser insensato, insano até, mas fazer aquilo que o coração quer.
Mas como sempre a razão grita mais alto... e a emoção se tranca, se cala... e a vida passa, mais uma vez.


Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

terça-feira, 31 de maio de 2011

QUANDO O AMOR SE FAZ



imagem google

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

QUANDO O AMOR SE FAZ

Sentir seu coração batendo junto ao meu!
Dois, num mesmo compasso, até que se tornem "Um",
numa cadência ritmada...
E somos neste momento apenas UM, não sei onde eu termino e onde voce começa...
Nos diluímos um no outro... a entrega é total.
Atingimos um outro céu, onde apenas os amantes verdadeiros conseguem adentrar.
Pois o passaporte é a doação total.
Não existem mentes, apenas sementes lançadas ao Infinito,onde constelações de Amor puro cintilam.
A calma é total.
Nos unimos num mesmo verso, somos o Universo.

Kira, Penha Gonçales

domingo, 29 de maio de 2011

SAUDADES


SAUDADES

Sinto a brisa gelada a cortar-me as lágrimas teimosas...
Quentes, insistem em cair no meu rosto,
não se importando em deixar meus lábios salgados.
Morrem nos meus lábios, onde o sorriso se foi há muito tempo.
E engulo o fel, num soluço que aperta o coração e contrai a alma... que desesperada entoa esta triste melodia, transformada em palavras, traduzidas em versos...
Que saudades de você!

Kira, Penha Gonçales

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

SÓ DE VOCE


imagem google

SÓ DE VOCE

Venha e me abrace!
Com todo o carinho que há no seu coração.
Com todo o anseio do seu corpo...
Preciso sentir as batidas do seu coração junto ao meu.
Sentir o perfume de sua pele, que ainda está vivo em minha memória.
A suavidade do seu beijo, encaixe perfeito...
E no aconchego do seu abraço, desembaraçar-me os pensamentos e permitir que a tristeza se dissolva para que eu possa continuar a viver, sabendo que sou só de você...


Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

terça-feira, 10 de maio de 2011



Penha...

"Pois é: "Apesar de voce, amanhã há de ser outro dia!" (Chico Buarque)

COMO EXPLICAR?




imagem google


Pois é...
Como explicar um sentimento que toma conta da Alma?
Como dizer ao coração o que deve ou não sentir?
Impossível... como é impossível apagar o brilho de uma estrela, que está no céu há tanto tempo e ao mesmo tempo não mais está lá.
Como explicar?

Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

APENAS UMA HISTÓRINHA INFANTIL


IMAGEM GOOGLE

APENAS UMA HISTÓRINHA INFANTIL

A pequena estrela chegou naquele céu tão diferente...
No início, estranhou, mas logo, outra estrela fez seus raios ficarem mais intensos.
Para tal estrela, mesmo com muitos anos Luz, aquilo era novidade...
E seguia seus dias feliz!
A outra estrela; forte, de uma coloração diferente da dela, que era brilhante, mas muito branquinha, tornou-se muito importante na sua vida.
Então... esta outra estrela, de coloração diferente e linda, despertou a atenção de outras estrelas, não tão pálida como esta estrelinha, embora brilhante... e a outra estrela, sentiu-se “o máximo!” e começou a menosprezar a estrela.
Ela chorou muito! Magoou-se demais!
E a cada momento que passava, esta outra estrela a magoava cada vez mais...
A pequena estrela foi perdendo o seu brilho, tão grande era a sua tristeza... pois esta outra estrela era o sol na sua vida.
Não sabia mais a quem no Universo perguntar o “por quê” de ser tão magoada por esta estrela forte e colorida...
Então uma voz ecoou no cosmo, se fez ouvir por todas as galáxias e disse: não chore, pequenina estrela, pequenina no tamanho, imensa na intensidade de Luz de Amor verdadeiro... A outra estrela é apenas uma criança e não sabe que a mágoa que semeia à ela retornará... Continue sua trilha, deixe as poeiras insignificantes para trás!
Uma estrela que não entende o amor é apenas um corpo celeste, que um dia apagará, como outras... e ficará, apenas o brilho daquela que soube e sabe verdadeiramente, amar.

Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

SEU CARINHO


IMAGEM GOOGLE

SEU CARINHO

O suave toque do seu carinho
Embala-me a alma
Que sonha na calma das estrelas

Doce melodia angelical
Envolta num carinho tão seu
Leva o corpo e o coração ao apogeu

Sonho com estrelas e anjos
Danço com fadas e suas flores
A vida canta assim os seus amores...

Kira, Penha Gonçales

NÃO!



IMAGEM GOOGLE


NÃO!

Não me fale de tristeza e solidão
Não tente enganar meu coração
Cantando para mim uma falsa canção...



Kira, Penha Gonçales



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

DENTRO DE MIM


IMAGEM GOOGLE













DENTRO DE MIM

Aqui encontro a paz...
Entre fadas, silfos e Gnomos
E nada pode abalar isto...
Aqui eu ouço a voz do vento
A música que a borboleta entoa
O som que as flores exalam...
Aqui... me encontro
Pois te encontro
Dentro de mim

Kira, Penha Gonçales




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

NÃO ESPERO


Imagem google

NÃO ESPERO

Não esperar...
Não espero!
Não mais.
Houve um tempo em que eu esperava.
Quando se espera, se sofre.
Quando se dá algo esperando um retorno, se o retorno não vem como esperamos... sofremos.
Por isto não sofro.
Não mais espero.
Vivo!

Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

NÃO ENTENDES


imagem google

NÃO ENTENDES


Não entendes!
Não compreende um coração
de mulher.
Tentas agarrar-se a vários carinhos.
Perde-se em volúpias em tantos corpos...
Mas não sentes o amor.
Beija todas as bocas.
Embarca em todos os abraços que podes,
mas não sentes o calor, o carinho...
Este voce terá apenas aqui!
Ou melhor: teria!
E a Lua muda sua fase novamente...
No céu brilha altiva acordando o sentimento.
Meu coração bate descompassado,
lembrando o calor do seu abraço...
Sentimento que não pode ser!
Porque voce banalizou o que é verdadeiro.
Agora sentes... e sentirá sempre!
Este vazio no seu coração.
Esta falta que voce nem sabe do que!
Voce tem muito que crescer...
Infelizmente, sofrer.

Kira, Penha Gonçales


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

domingo, 27 de março de 2011

ONDE ESTÁS?



IMAGEM GOOGLE

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

ONDE ESTÁS?

Onde estás que não aqui ao meu lado?
Por que não vens para me fazer entender
que por mais que hajam nuvens negras
posso contar com voce?

Onde está o seu sorriso,
o bálsamo que eu preciso?
Onde está seu abraço?
Perdido em quais braços?

Meu pensamento está embaraçado...
Venha! Preciso de voce ao meu lado.
Para que o toque dos seus dedos
desanuvie esta tristeza.

Onde está voce?
Onde?

Kira, Penha Gonçales