sexta-feira, 2 de julho de 2010

TE AMO...


imagem google


Perdoe-me das minha fraquezas...
Envolta em ilusões neste corpo humano,
que se deixa levar pelas paixões...
Tanto que eu amo, tanto que eu já nem sei!
Mas devo deixar isto de lado, das minha imoralidades
cometidas, voltar à realidade que me chama à razão.
E este amor, talvez inconsequente, num lapso de momento
por nós dois vividos, sem controle, pois nossos corpos se queriam,
nossas almas se tocaram... deve ser esquecido.
Mas sua lembrança, seu beijo, sua sensibilidade, seu amor e seu toque será levado comigo, registrado na alma para além desta vida...
Perdoe-me Deus, pela minha fraqueza!
Mas não posso afirmar que não o amo.
Mas a razão, a vida me chamam... à RESPONSABILIDADE.



Kira, Penha Gonçales




Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário